Mapa do Site     
Sábado, 19 de janeiro de 2019.

CPF:
   
Senha:
   

Não possuo senha
Esqueci minha senha



Você já leu o Regulamento do seu Plano de Benefícios?

Sim
Não



Resultado Parcial

Webmail Glossário PROCNET Guia do Participante Estatuto do Idoso Links




 

CBTU
Publicada em 29/05/2009
  

CBTU reforça debate sobre uso compartilhado da ferrovia em Minas Gerais

O diretor de Planejamento, Expansão e Marketing da CBTU, Raul De Bonis, participou do seminário "A Importância da Ferrovia na Infraestrutura de Transportes e na Logística de Minas Gerais," realizado pela Associação Comercial de Minas e Sociedade Mineira de Engenheiros, no dia 26.05. Os debates sobre utilização da ferrovia como alternativa para reduzir gargalos no transporte de cargas e de passageiros no Estado atraíram as principais empresas e entidades do setor ferroviário.

Durante a palestra o diretor Raul De Bonis destacou a importância da Companhia na implementação dos VLT’s no País, citando os projetos desenvolvidos em Recife e Maceió, todos com previsão de operação já para 2010, e fez considerações sobre a retomada da indústria metroferroviária brasileira. “Vejo com entusiasmo o momento que vivemos, hoje. Saímos das preliminares para uma fase em que o Brasil avança. E, a CBTU está na vanguarda dessas mudanças, sendo a única empresa brasileira com três projetos que utilizam veículos leves. Some-se o fortalecimento da indústria metroferroviária nacional e a existência de diversos projetos para o setor.” enfatiza.

De Bonis observou o pioneirismo de Minas em debater o uso compartilhado da malha existente no estado, lembrando que as ferrovias brasileiras, em geral, têm baixo percentual de utilização e vários trechos sem qualquer uso. “Defender um emprego maior e mais efetivo da malha é condição importante para dar suporte ao processo de desenvolvimento em diferentes regiões do país”.

Outra iniciativa que rendeu elogios foi a implantação do Centro de Referência e Excelência em Engenharia Ferroviária (Cengefer), espaço que deve fomentar o desenvolvimento de pesquisas e projetos ferroviários no Estado. “O incremento da ferrovia exige pesquisa complexa, aquisição de novas tecnologias, alto investimento e desenvolvimento contínuo de projetos, por isso vemos como muito promissora a possibilidade de uma aliança entre a CBTU, Ministério dos Transportes e Governo de Minas com vistas ao fortalecimento dessa nova iniciativa”.

Ferrovias no Brasil

O sistema ferroviário brasileiro totaliza, atualmente, mais de 29,4 mil quilômetros de extensão, distribuídos pelas regiões Sul, Sudeste e Nordeste, atendendo parte do Centro-Oeste e Norte do país. É composta por 12 malhas concessionadas (sendo 11 concedidas à iniciativa privada e uma à empresa pública), duas malhas industriais locais privadas e uma malha operada pelo estado do Amapá.

Em Minas, estão localizados de 5,2 mil quilômetros de malha ferroviária, explorados prioritariamente pelo transporte de carga. O Estado abriga ainda as três maiores concessionárias ferroviárias do país e movimenta cerca de 80% de toda a carga que passa pelas ferrovias nacionais.


 

Voltar      

 

Fundação Rede Ferroviária de Seguridade Social - REFER
Rua da Quitanda, 173 - Centro - 20091-005 - Rio de Janeiro - RJ.
Central de Relacionamento com o Participante: 0800 709 6362
Todos os direitos reservados.